everyone wants to be found

lost_in_translationSe em algum momento da minha vida tivesse que eleger o filme que mais me marcou não teria nenhuma dúvida em indicar a obra-prima de Sofia Coppola, “Lost in Translation“. Não vou perder tempo a explicar quais as razões da minha escolha, pois iria ocupar todo o fim-de-semana. Ou essa escolha foi somente devido ao resultado único e singular do momento em que o vi pela primeira vez. Não sei ao certo. Mas tenho a certeza que se realizasse uma película seria exactamente como esta e que não passa um ano em que não sinta uma enorme vontade (necessidade) de viajar de novo até Tokyo e rever a história de Bob e Charlotte. Uma história igual à que todos vivemos em algum momento das nossas vidas. E é precisamente por este motivo que se transforma em algo tão especial.

Antes de embarcar para a mágica cidade japonesa deixo-vos aqui as misteriosas palavras que Bill Murray murmura ao ouvido de Scarlett Johansson no final do filme, momentos antes de começarmos a ouvir a sensacional “Just Like Honey”, dos The Jesus and Mary Chain. É uma pequena pérola escondida para os amantes do filme de Coppola e ensina-nos que quando duas pessoas se encontram (no mais puro sentido da palavra), mesmo que seja do outro lado do planeta, tudo farão para estarem juntos. À primeira vista pode parecer um pensamento bastante ingénuo, mas na verdade é o único que realmente importa.

One thought on “everyone wants to be found

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s