nuit blanche

nuit_blanche

Nuit Blanche explores an experience many of us have lived before – a fleeting yet powerful connection with a perfect stranger. Set in a dark cobblestone street in the 1950’s, a man catches the gaze of a woman in a cafe across the street. This split-second moment becomes suspended in time, as the two gravitate towards each other in a hyper real fantasy where nothing can hold them back.

A LG lançou no ano passado o concurso “Life’s God FilmFest” e em 28 de Janeiro deste ano foi finalmente conhecido o grande vencedor. O prémio no valor de 100,000 dólares foi entregue a Arev Manoukian pelo seu “Nuit Blanche”. Pessoalmente, considero este trabalho uma das mais espantosas, belas, mágicas e apaixonantes curta-metragens que vi até hoje! Ou melhor, nem existem adjectivos suficientes para descrever com exactidão e pormenor as sensações que me inundaram quando visualizei este pequeno vídeo pela primeira vez. Para os que ainda não o conhecem basta acederem à página oficial do realizador, onde também podem ver o making of de “Nuit Blanche”.

deviantart gallery #22

katarzyna_rzeszowskaAqui está uma interessante galeria de trabalhos a preto e branco para visitar durante este fim-de-semana. Uma simbiose perfeita dos modelos, luz e sombra. A autoria da mesma é da polaca Katarzyna Rzeszowska.

um ano de play.com

encomendaA semana passada, ao consultar a minha conta da Play.com, reparei que a primeira encomenda através desta loja virtual foi registada na data de 10/02/2009. Ou seja, há mais de um ano que é a minha preferência para comprar séries, filmes e livros. Como uma espécie de celebração deste aniversário decidi efectuar mais uma encomenda. Esta manhã chegou grande parte dela, os dois artigos restantes possivelmente serão entregues na próxima segunda-feira. Uma vez mais o serviço prestado foi perfeito, bastante diferente do que tenho ouvido falar do novo sistema de entregas da Amazon. Compararando com esta última, a Play.com é bastante mais transparente e pratica preços mais reduzidos na grande maioria dos produtos. Transparente, pois o preço indicado em cada artigo é exactamente aquele que é retirado da conta bancária, isento de qualquer taxa adicional e todas as encomendas para Portugal usufruem de entrega gratuita. E se alguém ficou curioso sobre o que encomendei aqui está a resposta:

  • “God Is Not Great”, Christopher Hitchens (livro) – 9,49€
  • Monty Python And The Holy Grail: Extraordinarily Deluxe Edition (2DVD) – 5,49€
  • V For Vendetta: Deluxe Edition (2DVD) – 6,49€
  • Psycho: 45th Anniversary Special Edition (2DVD) – 3,99€
  • Stephen King’s Salem’s Lot: Mini-Series (DVD) – 6,49€
  • Hot Fuzz / Shaun of the Dead (3DVD) – 6,49€

Até agora só tive uma surpresa e foi das boas, pois o “Hot Fuzz” que é enviado é a edição especial de dois discos! Resumindo, cinco edições de luxo a um preço bem inferior que as edições normais à venda em Portugal.

command & conquer: tiberian sun & firestorm

c&cNão é todos os dias que se publica um post com dois “&” no título! Depois deste tão interessante reparo, informo todos os fãs da série Command & Conquer que desde o passado dia 12 a Electronic Arts, com vista a promover o novo Command & Conquer 4: Tiberian Twilight, disponibiliza gratuitamente o episódio Tiberian Sun e a sua expansão oficial Firestorm. É mais um título a juntar-se à lista de freeware desta empresa, que já era composta pelo primeiro Red Alert e Tiberian Dawn. Podem fazer o download de todos os jogos referidos anteriormente através desta página.

A imagem deste post é composta por uma montagem dos wallpapers do jogo Command & Conquer: Red Alert para o iPhone/iPod touch. Como podem ver aqui, tem um excelente aspecto! Podem experimentar uma versão gratuita ou comprar a completa por 5,49 euros.

um convite para duas noites mágicas

the_legendary_tigerman_nouvelle_vagueAqui estão dois concertos absolutamente imperdíveis que se vão realizar no TAGV, em Coimbra. Para o dia 13 de Março encontra-se agendada a apresentação do novo álbum de The Legendary Tigerman, “Femina”, o qual referi aqui. O preço do bilhete é de 12 euros, ou 10 para estudantes e 9 para os sócios da RUC. No dia 25 de Março podemos presenciar o regresso a esta cidade de uma banda que dispensa quaisquer apresentações, os Nouvelle Vague. Este concerto tem um preço único de 22 euros, que pode inicialmente parecer elevado contudo considero que vale todos os cêntimos desse valor. Ficam aqui duas excelentes sugestões e a esperança de nos encontrarmos todos nestas duas mágicas noites no TAGV.

grooveshark

remix_cleanJá estou para escrever este post há quase uma semana. Esta é uma sugestão perfeita para quem, como eu, adora música e tem por hábito ouvi-la enquanto está sentado à frente do computador. Podemos comparar o Grooveshark a um iTunes a correr num browser, onde para adicionar uma música à nossa biblioteca basta uma simples pesquisa através do nome da faixa ou do intérprete. Se conhecem o Spotify, o Pandora ou o Last.fm, então vão adorar o Grooveshark! Possui um aspecto bastante simples e limpo, onde podemos criar em poucos minutos uma biblioteca com as nossas músicas preferidas, ouvi-las através de um streaming muito rápido, elaborar playlists, fazer upload de músicas, adicionar pessoas que desejamos acompanhar e partilhar as nossas playlists ou músicas individuais através de e-mail, Facebook, Twitter, StumbleUpon ou até criar em segundos um widget para a nossa página pessoal. Para terminar, também temos acesso ao Grooveshark Radio, em que basta um clique para o programa nos sugerir músicas com uma sonoridade semelhante às que possuímos na playlist. Pessoalmente, desde que criei a minha conta no Grooveshark reparei que o iTunes em muitos dias permanece fechado. Experimentem!

O Grooveshark é também o fornecedor de conteúdo que está por trás do fantástico Tinysong.

A imagem utilizada neste post é o meu actual wallpaper. Quem estiver interessado pode fazer aqui o download, disponível em várias resoluções de ecrã.

o estado do futebol português

football_girlsPessoal e sinceramente, há mais de cinco anos que não vejo um jogo de futebol do princípio ao fim, excepção feita aos da selecção nacional. Nunca fui fanático e sempre fui adepto do FCP. Lembro-me que quando perdi totalmente o interesse pelo futebol jogado em Portugal o clube do qual sou adepto estava a vencer as maiores competições europeias. Mas nem mesmo esse facto me prendeu a um campeonato completamente corrupto, vergonhoso e sem qualidade. As escutas de Pinto da Costa e companhia que vieram recentemente a público são gravíssimas e somente um pequeno reflexo do que se passa na generalidade de todos os clubes portugueses. Esta pequena introdução serve de base do que vou escrever de seguida, e podem acreditar que se o clube envolvido fosse qualquer outro a minha opinião seria exactamente a mesma. Não compreendo como os adeptos do SLB continuam a ver os jogos cegos perante tanta corrupção, vivendo num mundo completamente à parte, como se o vencedor de um campeonato nacional de futebol tivesse algum mérito desportivo. Como referi anteriormente, não acompanho as novidades futebolísticas da actualidade, mas mesmo assim as “coincidências” existentes no último jogo da equipa encarnada contra o Vitória de Setúbal são assombrosas! O árbitro deste último jogo do SLB foi o mesmo (Jorge Sousa) que apitou o jogo contra a equipa do União de Leiria, treinado na altura pelo mesmo Manuel Fernandes, e nos dois jogos assinalou duas faltas para grande penalidade em momentos cruciais para o resultado final. Mesmo admitindo que a falta assinalada nos descontos finais em Setúbal realmente existiu também é muito estranho que seja feita por um jogador do SLB emprestado à equipa sadina, Marc Zoro, e totalmente despropositada. A única diferença foi mesmo transformarem a primeira grande penalidade em vitória frente ao Leiria e desta vez falharem a mesma contra o Setúbal. Como se não bastasse a nível de coincidências, até o David Luiz marcou um auto-golo nos dois jogos! Termino ainda com o golo anulado ao Vitória de Setúbal, por fora de jogo inexistente. E isto é um pequenino exemplo do que se passa semanalmente em todos os estádios portugueses. É tão vergonhoso como triste. E continuo a não compreender como é que há pessoas que realmente vão ver os jogos, vivendo intensamente os mesmos, fechando os olhos a estas situações tão claras e transparentes como a água. Não compreendo.

Podem comentar à vontade, pois fica desde já prometido que neste post não vou censurar qualquer conteúdo.

A imagem que acompanha este post é uma prova como ainda existem coisas boas no futebol!